Instituições de ensino aderem programas de estágios - Nica por aí

Instituições de ensino aderem programas de estágios

  • quarta-feira, setembro 09, 2020
  • By Nicole Regiane
  • 0 Comments


A digitalização dos termos de compromisso de estágio viabiliza o trâmite para contratação de estudantes. Com a pandemia e a exigência do distanciamento social, essa nova modalidade desburocratizou o processo e garantiu a continuidade de seleção de estudantes para oportunidades de estágio

A Super Estagios está incentivando as empresas a aderirem à assinatura digital para não prejudicar os estudantes nos programas de estágios. A empresa percebeu, que no começo da pandemia, apenas 15% dos termos de estágio eram assinados no formato digital. “A migração para o digital fez com que conseguíssemos que 65% aderissem à assinatura na plataforma de maneira digital. Teoricamente, esses 65% perderiam o estágio se não existisse a possibilidade desse novo formato”, defende a diretora Kelly Aguiar. Segundo a Diretora da Super Estágios, migração para o novo modelo se deu pelo receio das instituições de o estudante perder a vaga de estágio.


A supervisora do Núcleo de Estágio do Centro Universitário IESB, Mariele Oliveira explica que há mais de um ano começaram a validar contratos por meio de assinatura digital. Para ela, a medida contribuiu de forma positiva. “O processo ficou mais ágil, o aluno não precisa mais se deslocar para colher as assinaturas. Essa ação aproximou o relacionamento do IESB com as agências de integração e com as empresas concedentes, além agilizar os prazos para validação dos documentos e diminuir o fluxo de atendimento presencial no Núcleo de Estágio”, explica.


Para Mariele, o novo processo calhou com o novo formato remoto de trabalho. “Se essa ação não fosse adotada, muitos alunos perderiam a oportunidade de realizar o estágio”. Somente no primeiro semestre de 2020, o Centro Universitário IESB teve 969 novos contratos de estágios assinados.


Já o Centro de Ensino Médio de Taguatinga Norte, aderiu à assinatura eletrônica há menos de um mês. O responsável pelo trâmite, Waldecyr Ribeiro explica que, anteriormente, o aluno apresentava o documento físico na secretaria e solicitava o carimbo e assinatura, para depois apresentar na empresa.  E que a migração para o novo formato não aconteceu apenas pela chegada da Covid -19. “Resolvemos aderir a assinatura eletrônica, não somente em virtude da pandemia, mas também pela facilidade que se dá ao andamento do processo para o aluno. Gostaríamos que todas as instituições adotassem esse método, pois facilita muito”, salienta.

 
Gostou do post? Nos conte nos comentários e compartilhe com os amigos. Nos acompanhe nas redes sociais:

Nasci em Brasília, mas morei 6 anos em Ottawa no Canadá. Já tive o prazer de conhecer mais de 90 lugares e 13 países. E foi essa minha paixão por culturas novas que me levaram a começar a compartilhar as minhas aventuras na internet.

You Might Also Like

0 comentários