Cultura do Canadá: O que é o Remembrance Day? - Nica por aí

Cultura do Canadá: O que é o Remembrance Day?

  • quarta-feira, novembro 11, 2020
  • By Nicole Regiane
  • 0 Comments

Cultura do Canadá: O que é o Remembrance Day?

O Remembrance Day cai no dia 11 de novembro de cada ano

Na 11ª hora do 11º dia do 11º mês, um minuto de silêncio é observado e dedicado aos soldados que morreram lutando para proteger a nação.

Remembrance Day, (às vezes conhecido informalmente como Poppy Day devido à tradição da papoula) é um dia comemorativo observado nos estados membros da Commonwealth desde o final da Primeira Guerra Mundial para lembrar os membros de suas forças armadas que morreram em combate. 

A razão pela qual as papoulas são usadas para lembrar aqueles que deram suas vidas em batalha é porque elas são as flores que cresceram nos campos de batalha após o fim da Primeira Guerra Mundial. 
Isso é contado no famoso poema da Primeira Guerra Mundial "In Flanders Fields".

Qual é a origem do Remembrance Day?

O dia 11 de novembro está universalmente associado à lembrança daqueles que morreram na Primeira Guerra Mundial. Este conflito mobilizou mais de 70 milhões de pessoas e deixou entre nove e 13 milhões de mortos e cerca de um terço deles sem sepultura. As nações aliadas escolheram este dia e hora para a comemoração de seus mortos na guerra.

Às 11 da manhã de 11 de novembro de 1918, os canhões da Frente Ocidental silenciaram depois de mais de quatro anos de guerra contínua. Os exércitos aliados haviam repelido os invasores alemães, infligindo-lhes pesadas derrotas nos quatro meses anteriores.

Em novembro, os alemães pediram um armistício (suspensão dos combates) para garantir um acordo de paz. Eles aceitaram os termos aliados de rendição incondicional. A 11ª hora do 11º dia do 11º mês atingiu um significado especial nos anos do pós-guerra e tornou-se universalmente associada à lembrança daqueles que morreram na guerra.


Qual é o significado do período de silêncio?

No primeiro aniversário do armistício em 1919, dois minutos de silêncio foram instituídos como parte da principal cerimônia comemorativa em Londres.

O jornalista australiano Edward Honey propôs o silêncio. Mais ou menos na mesma época, um estadista sul-africano fez uma proposta semelhante ao Gabinete britânico, que a endossou.

O rei George V pediu pessoalmente a todo o povo do Império Britânico que suspendesse as atividades normais por dois minutos na hora do armistício "que interrompeu a carnificina mundial dos quatro anos anteriores e marcou a vitória do Direito e da Liberdade". O silêncio de dois minutos foi adotado popularmente e se tornou uma característica central das comemorações do Dia do Armistício.

O Soldado Desconhecido

No segundo aniversário do Armistício, em 11 de novembro de 1920, a comemoração ganhou um significado adicional ao se tornar um funeral, com o retorno dos restos mortais de um soldado desconhecido dos campos de batalha da Frente Ocidental.

Soldados desconhecidos foram enterrados com todas as honras militares na Abadia de Westminster em Londres e no Arco do Triunfo em Paris. O sepultamento em Londres atraiu mais de um milhão de pessoas em uma semana para prestar seus respeitos ao túmulo do soldado desconhecido. A maioria das outras nações aliadas adotou a tradição de sepultar soldados desconhecidos na década seguinte.

Gostou do post? Nos conte nos comentários e compartilhe com os amigos. Nos acompanhe nas redes sociais:

Me chamo Nicole. Nasci em Brasília, mas morei 6 anos em Ottawa no Canadá. Já tive o prazer de conhecer mais de 90 lugares e 13 países. E foi essa minha paixão por culturas novas que me levaram a começar a compartilhar as minhas aventuras na internet.

You Might Also Like

0 comentários