Rio Coffee Nation transforma Rio de Janeiro na capital dos cafés especiais

  • sábado, fevereiro 29, 2020
  • By Nicole
  • 0 Comments




O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. Junto com esta liderança, cresce também o interesse dos brasileiros para o consumo de cafés especiais, que seguem algumas premissas em sua produção: seleção qualificada dos grãos, certificado de qualidade, diferenças de fragrância, sabor, acidez e corpo. Focando no aumento, profissionalização e cultura deste mercado, o Rio de Janeiro sediará, entre os dias 22 e 24 de maio, a primeira edição do Rio Coffee Nation, evento dedicado exclusivamente ao segmento de cafés especiais e cafés orgânicos.

A programação do Rio Coffee Nation mostrará a evolução do mercado de cafés especiais -- da cereja à xícara, para consumidores, produtores, profissionais e empresas do setor. Os visitantes poderão conferir uma exposição sobre as regiões do cultivo dos grãos especiais no Brasil, bem como, os “terroirs” e métodos de produção.


Em paralelo, acontecerão workshops com especialistas nacionais e internacionais sobre produção, importação e exportação, torrefação, métodos de extração dos grãos (soft, expresso, filtração), diferentes formatos de preparo de café, sustentabilidade, café na gastronomia, turismo entre outros.

O francês Hippolyte Courty, fundador da L´Arbre à Café e um dos maiores especialistas em cafés orgânicos e especiais, participa da primeira edição do Rio Coffee Nation. “O maior valor dos cafés especiais está em conhecer o sabor, valorizar ao processo agrícola de produção e a função social que podemos exercer com este trabalho”, diz Hippolyte Courty.

A agenda do Rio Coffee Nation também inclui degustação e harmonização de cafés especiais, apresentações de baristas femininos, lançamentos de produtos como o leite de Aveia e cardápio especial de drinks à base de café. Durante o evento, os visitantes poderão adquirir máquinas, acessórios, cafés especiais dos produtores, xícaras de design e biscoitos exclusivos do evento que harmonizam com café.

“Promover o Rio Coffee Nation tem como objetivo incentivar o mercado de café especiais no Brasil, desde a cereja à xícara. É também uma forma de estimular os produtores destes grãos e apresentar a excelência dos terroirs obtidos em plantações nacionais e, que estão cada dia mais presentes nas xícaras dos brasileiros e conquistam cada dia mais admiradores no exterior. Além disso, queremos apresentar ao público a versatilidade do café, seus grãos e sabores em workshops, palestras e degustações. Será uma oportunidade enriquecedora para os fãs da bebida e para toda a categoria”, afirma Martina Marina Barth d'Avila, idealizadora do evento e proprietária da SonImage. Para a idealização do Rio Coffee Nation, Martina conta com a parceria da Take the Lead, de Vania Tavares.

O Rio Coffee Nation é parceiro exclusivo do Paris Coffee Show, considerado o maior evento de café da França, com 35 anos de existência, e que acontece em 2020 entre os dias 5 e 7 de setembro. O ganhador do “Melhor Café torrado e moído para Espresso” do Rio Coffee Nation poderá expor seu produto no evento francês.


Café: estimativa de crescimento impulsiona o setor

De acordo com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), só em 2018, o varejo de cafés especiais movimentou R$ 2,6 e o consumo interno foi de 700 mil sacas. Para este ano, a estimativa é que as vendas deste tipo de café dobrem. Os cafés especiais são classificados assim por terem uma classificação acima de 80 pontos nos critérios de seleção.

Quando falamos do mercado geral de café, na última pesquisa apresentada pela Associação Brasileira da Indústria de Café - ABIC, o consumo em nível mundial foi estimado em 165 milhões de sacas de 60kg num período seguido de doze meses. Em nosso país, o consumo foi calculado em 21 milhões de sacas anuais, número que representa em torno de 13% da demanda mundial. Com essa performance, nos mantemos em segundo lugar no consumo, seguido dos Estados Unidos, cuja demanda é de aproximadamente 23 milhões de sacas de 60kg anuais, que correspondem a 14% do que é bebido de café no planeta.
Gostaram do post? Nos conte nos comentários e compartilhe com os amigos.

You Might Also Like

0 comentários