Coronavírus | Dicas de como manter a mente sã durante a pandemia

  • sexta-feira, julho 03, 2020
  • By Nicole
  • 0 Comments


Além das graves consequências da doença, o Coronavírus trouxe também ansiedade, insegurança e, consequentemente, mais casos de depressão. O chamado “novo normal” não envolve apenas o uso das máscaras e a higienização das mãos com álcool em gel, mas uma nova forma de vivenciar as relações.

Levar o isolamento como uma oportunidade é difícil, mas necessário para evitar que as doenças psíquicas tomem uma proporção ainda maior. “As casas que estavam sempre cheias, agora vivem um vazio que deve ser preenchido com urgência. Neste momento, pais não podem ver os filhos, avós estão longe dos netos, além de outras relações que também foram afetadas. Lidar com isso não é simples, mas deve ser um exercício diário”, diz o psicanalista, psicoterapeuta e hipnólogo, Jefferson Bauce. 

Bauce explica ainda que a depressão ocasionada pelo isolamento pode ser uma segunda onda de estragos à saúde. “A demanda de notícias sobre as mortes e a letalidade do vírus só aumenta, ou seja, se você passar assistindo aos jornais pela televisão, certamente vai ser acometido de algum transtorno emocional, seja tristeza intensa, compulsão, ansiedade generalizada, etc.”, explica o especialista.

Para ajudar você nesse processo durante a pandemia, Bauce dá algumas dicas importantes e fáceis de serem aplicadas na rotina da casa.

Troque a televisão pela música


Nem oito, nem oitenta. É assim que Jefferson orienta quanto às informações que são veiculadas. “Se informe, não fique perdido diante dos dados e questões sobre o vírus, mas também não faça uma imersão nesse conteúdo. Você pode se informar uma hora por dia sobre a situação no mundo, no país e na sua cidade”, indica.

Além disso, a música pode ocupar o lugar que era da televisão na outra parte do tempo. Escute canções que despertam emoções positivas. A música clássica, por exemplo, é responsável pela ativação dos genes associados à função cerebral, na secreção de dopamina, na neurotransmissão sináptica, na aprendizagem e na memória. A pesquisa é da Universidade de Helsinque, na Finlândia.

Experimente montar quebra-cabeças


Esse tipo de jogo promove relaxamento e exercitam o raciocínio. “Toda vez que a pessoa encontra uma peça e a encaixa no painel, a dopamina, um neurotransmissor muito importante, conhecido mais popularmente como o “hormônio da felicidade”, é liberado, gerando uma sensação de otimismo e bem-estar”, conta Bauce. A maioria das lojas de brinquedos possuem diversos quebra-cabeças, basta escolher aqueles que mais lhe agradam aos olhos. 

Só use a tecnologia se for a seu favor


A pandemia requer distanciamento físico, isso não quer dizer que você precise estar longe. Use a tecnologia a seu favor, pois o apoio social é fundamental para a qualidade de vida durante esse período difícil. 

Além de falar com amigos e familiares por vídeo e redes sociais, busque as comunidades que se dispuseram a auxiliar oferecendo diálogo e até atendimento psicológico. “Instagram e WhatsApp tornam-se canais de ajuda durante o Covid-19. Busque na internet os tipos de atendimento e desabafe sempre que achar necessário. Isso vai fazer toda diferença na sua saúde mental”, aconselha. 

Exercite o corpo todos os dias


Academias fechadas não são desculpas para alimentar o ócio. Ao contrário, os canais que oferecem exercícios de todos os tipos são muitos. Você pode fazer musculação, danças, alongamentos, yoga e por aí vai. Este vídeo é um bom exemplo disso.

Ficar sentado no sofá só vai piorar a situação, além de despertar compulsões alimentares. Movimente o corpo e a sensação de leveza vai ser restabelecida. 

Cuide do seu sono com carinho


Não tem jeito, uma noite mal dormida reflete no restante do dia. Portanto, cuidar do seu sono é um dos fatores mais importantes para manter a mente e o corpo saudáveis. A incerteza e a preocupação com a saúde e a situação mundial prejudicam o sono e, claro, são praticamente inevitáveis. No entanto, algumas dicas podem ajudar você a dormir melhor.

“Não assista televisão e não mexa no celular antes de deitar, menos ainda quando já estiver na cama. A mente funciona aceleradamente quando exposta às informações dessas tecnologias. A leitura é a melhor amiga do sono. Aposte em livros leves e gostosos de ler e pratique esse hábito todos os dias”, indica Bauce.

Mantenha a esperança e exercite a fé

Os tempos são difíceis para todo mundo, mas a esperança deve ser exercitada diariamente. “A nossa mente trabalha também com a repetição. A sua palavra e pensamento têm envolvimento direto com seu estado emocional. Praticar o pensamento positivo é fundamental. Escreva frases de apoio no espelho, em papéis pela casa, repita essas frases em voz alta”, conta.

A lei da mente é implacável. Por isso, todo cuidado é pouco. “Funcionamos como um carro que precisa de combustível. Se você abandonar na garagem, um dia não irá mais ligar. Com a mente é a mesma coisa. Faça a manutenção dos seus pensamentos e ajude consciente e inconsciente a se comunicarem com afeto, carinho e estima”, conclui Bauce.

 
Gostou do post? Nos conte nos comentários e compartilhe com os amigos.

Nos acompanhe nas redes sociais:

You Might Also Like

0 comentários