7 dicas para aproveitar o melhor de Saint-Martin - Nica por aí

7 dicas para aproveitar o melhor de Saint-Martin

  • terça-feira, novembro 10, 2020
  • By Carla Sabrina
  • 0 Comments

7 dicas para aproveitar o melhor de Saint-Martin

Descubra o que ver e fazer além do tradicional circuito de atrações nessa charmosa e vibrante ilha caribenha

Saint-Martin é uma pequena ilha onde você nunca fica entediado! Situada entre o Atlântico e o Mar do Caribe, este pequeno e simpático território tem apenas 93 quilômetros quadrados, mas está repleto de paisagens e atividades para aqueles que anseiam por uma agitada e divertida semana de férias.

A aproximadamente 9h de voo de São Paulo, este paraíso de águas cristalinas surge no coração do Arco das Índias Ocidentais e é dividido em duas partes: o norte é francês, o sul é holandês. De um lado ou de outro desta orla, é possível se bronzear, fazer caminhadas, tomar banho de mar, saborear a diversificada gastronomia local e sentir de perto toda a energia, presente em todos os lugares, que só um ambiente tipicamente caribenho pode oferecer.

Mas o que fazer em Saint-Martin fora do circuito tradicional de turismo? Confira algumas dicas com esse roteiro incrível:

Hospede-se em um bom hotel de praia...

Depois de encarar o voo, nada melhor do que se refrescar e descansar em um bom hotel de praia, né? Uma boa dica para quem sonha em passar férias com os pés na água, em um hotel boutique, é o Le Temps des Cerises. O estabelecimento é composto por nove quartos, incluindo seis suítes superiores, todas com terraço ou varanda e acesso à praia para desfrutar de uma vista deslumbrante da Baía de Grand Case e do Mar do Caribe. Anime a sua noite de sexta-feira com música ao vivo e aproveite a imperdível BBQ Lobster Party. O Le Temps des Cerises é um refúgio onde é possível se sentir isolado do mundo e recarregar as energias para explorar Saint-Martin ao máximo.


Descubra a cidade de Marigot

Pela manhã: Suba para o Fort Saint-Louis

A cidade de Marigot estende-se ao pé de uma pequena colina de frente para o mar e, no seu cume, o sítio histórico de Fort Saint-Louis domina a baía. Para chegar até lá, é preciso subir em direção à Igreja de Saint-Martin-de-Tours, contornando o prédio à direita. A estrada continua a subir a encosta e, logo após, surge uma escadaria bastante íngreme nos últimos metros. Uma vez lá, perca-se pelas ruínas deste charmoso forte, construído em 1789, para proteger os alimentos que ficavam armazenados dos inimigos. Abandonado, foi restaurando em 1993. Ainda existem alguns pedaços de paredes hoje, mas a forma do edifício pode ser vista muito bem. Destaque para a magnífica vista panorâmica, que dá para Anguilla, os Terres Basses, Nettle Bay... um pôr do sol inesquecível o aguarda.

Meio-dia: Almoço no Tropicana

Com um terraço e uma sala aberta para a Royal Marina de Marigot, o Tropicana atrai locais, velejadores ou visitantes pela sua cozinha francesa revisitada baseada em produtos extra frescos e de qualidade e pela sua lendária recepção. Poupe espaço para sobremesas, as “pâtisseries” são deliciosas.

Tarde: Passeie por Marigot em busca de obras de arte de rua

Um passeio lindo pela orla em Marigot. Ele segue ao longo da marina circular de Fort Louis e, em seguida, do terminal de balsas em torno do qual estão localizados vários “lolos”, restaurantes tradicionais de comida crioula, incluindo o conhecido “Chez Coco”, que ficam na praça do mercado. É num ambiente simpático e descontraído que se senta para saborear os melhores colombos, blaff de peixe, concha frita ou crioulos acompanhados de arroz e ervilhas ou banana-da-terra.

Se a curiosidade ainda persiste, é possível continuar caminhando por muito tempo à beira da água e podemos avistar aqui e ali obras de arte de rua do coletivo Saint-Martin Wall Art e artistas de Guadalupe. MaShin'Art ou Jimmy Sheik que gradualmente revestem as paredes de Marigot com mil cores.


Curta as melhores praias de Saint-Marin

Manhã: Assista o nascer do sol em Orient Bay

Apelidada de Saint-Tropez do Caribe, Orient Bay é bastante movimentada de dia e noite. Durante o dia, bares de praia como o Kontiki ou Bikini animam a praia ao som dos melhores DJ’s. A requintada e variada gastronomia também se faz presente, assim como as fortes emoções da prática de esportes náuticos, como o esqui aquático ou parapente. À noite, a praça da vila é o lar de muitos bares e restaurantes animados onde é possível saborear coquetéis e pratos de todo o mundo.

Mas é nas primeiras horas do dia, que a magia acontece. Com a área ainda deserta, a magnífica praia de areia fina, com três quilômetros de extensão, se torna o local perfeito para ver o nascer do sol. Para uma jornada ainda mais isolada e exclusiva, é possível remar, de caiaque, até a deserta ilha de Caye Verte, a algumas centenas de metros da costa, e desfrutar de Saint-Martin de uma perspectiva diferente.


Com o apetite aguçado, várias opções estão disponíveis para o almoço:

La Trattoria: cozinha italiana moderna onde os clássicos combinam perfeitamente com peixes e frutos do mar locais;

L'Atelier: carnes de todo o mundo, peixes frescos locais e charcutaria sofisticada são os reis do cardápio, preparados para realçar os sabores. Carta de vinhos internacionais;

Le Télégraphe: belo terraço onde você pode desfrutar de clássicos internacionais e pratos típicos do Caribe.

L'Astrolabe: confortavelmente sentado à beira da piscina, deixe-se seduzir pela cozinha regional francesa suavemente entrelaçada com toques exóticos;

Le Bikini: com os olhos no oceano, este é o cenário ideal para desfrutar de uma gastronomia variada com os pés na areia! E para começar um dia perfeito, nada melhor do que um café da manhã neste cenário idílico?

Tarde: A procura da "Praia dos amantes"

Saint-Martin tem 37 praias. As de Orient Bay, Grand-Case ou Mullet Bay são as mais conhecidas e frequentadas. Mas se você olhar com atenção, encontrará cantos arenosos paradisíacos onde os exploradores podem se divertir. Por exemplo, existe a praia de Petites Cayes no extremo norte da ilha, localizada na Reserva Natural Nacional de Saint-Martin.

Melhor ainda, perto de Anse des Pères, uma praia microscópica protegida por uma pequena barreira rochosa é chamada de "praia dos amantes". Você pode chegar lá estacionando perto do porto de Galisbay. Em seguida, você terá que caminhar ao longo da costa em direção ao norte até chegar a esta pequena enseada secreta, onde alguns casais de aventureiros vêm gravar suas iniciais na rocha.


Explorando os caminhos de Saint-Martin

Manhã: Explore o Sentier des Froussards

Saint-Martin é entrecruzado por caminhos que percorrem os relevos. O “Sentier des Froussards” é uma trilha costeira que contorna o sítio de Red Rock e conecta Anse Marcel à praia de Grandes Cayes. Com 4,5 quilômetros de extensão, atravessa um maciço florestal intacto. Começando de manhã cedo, demora-se cerca de três horas para terminar esta caminhada que oferece vistas panorâmicas únicas da Reserva Natural. Pelo caminho, é possível encontrar algumas das 182 espécies de plantas presentes no local, incluindo os famosos cactos de “cabeça inglesa”. Cerca de 25 espécies de animais também habitam esta área arborizada, o último recanto 100% selvagem da ilha.

Noite: Admire o pôr do sol

À medida que o sol se põe, dirija-se para a costa oeste para ver a estrela cair atrás do horizonte. Uma caminhada fácil liga Anse Des Pères ao porto de Galisbay e oferece belas vistas panorâmicas sobre o oeste de Saint-Martin. No final da ilha, a grande praia de Baie aux Prunes também é um local ideal e sem aglomeração para admirar o sol mergulhando no Mar do Caribe.

Para uma alternativa da moda, dirija-se ao Grand Case Beach Club, um dos hotéis mais populares da ilha, e seu restaurante, o Sunset Café, ideal para refeições ao ar livre, de frente para o mar e ao som das ondas.


Navegue pelas ilhotas de Saint-Martin

Manhã: Passeio na ilhota Tintamarre

Voltado para o extremo norte de Saint-Martin, a ilhota de Tintamarre é uma área de quase 100 hectares que faz parte do território da Reserva Natural. Ainda é possível atracar ali de barco particular ou por meio dos Saintoises, barcos de pesca das Índias Ocidentais que fazem a ligação. Por ali, é possível desfrutar de belas praias desertas e andar pelos estreitos caminhos que as atravessam. Eles levam aos restos de uma linha férrea e a um antigo campo de aviação.

Tarde: Pinel Island

Mais perto da costa, a ilhota Pinel é muito menor e mais frequentada. Lugar ideal para almoçar com os pés na areia sob as cabanas de palha - peixe fresco temperado com especiarias ou lagosta grelhada -, antes de sair para tomar sol em uma espreguiçadeira na paradisíaca praia de Cul-de Sac. Mas a ilhota também esconde alguns pequenos caminhos pelos quais é possível se aventurar. Outra praia mais ao norte e quase deserta garante a quem ali se instala um momento tranquilo. Chapéu e protetor solar são altamente recomendados nessas ilhotas, que são quase intocadas por qualquer sombra!


Explore o interior da ilha

Manhã: Suba até o topo do Pic Paradis

424 metros! É a altitude do ponto mais alto de Saint-Martin. Para chegar a Pic Paradis, uma estrada começa na vila de Rambaud e serpenteia pela vegetação até um pequeno estacionamento de onde ainda são cerca de vinte minutos de caminhada para chegar ao topo. Outra solução é partir a pé da Loterie Farm, esta antiga refinaria de açúcar transformada em reserva natural privada centrada num bar-restaurante e numa magnífica piscina de água de nascente, tudo em meio a uma vegetação luxuriante. A caminhada total leva cerca de três horas e alguns trechos são bastante íngremes. Uma vez no topo, o panorama é notável. Cobre toda a ilha, 360 °, e até as ilhas vizinhas que se desenham no horizonte.

Tarde: Visite o Amuseum Naturalis

Este pequeno museu ocupa uma antiga casa colonial localizada no Quartier d'Orléans. Por ali, você poderá descobrir muitas informações sobre a cultura e a natureza de Saint-Martin, como as espécies endémicas da ilha ou as técnicas tradicionais de construção que dão encanto às casas locais. Um jardim botânico também permite compreender como a fauna se adaptou ao clima da ilha. Uma seção também revela elementos sobre a fitoterapia do Caribe. Enfim, uma visita muito completa e enriquecedora para entender melhor Saint-Martin.


Explore a parte holandesa da ilha

Manhã: Fortes emoções com o Flying Dutchman

No coração da parte holandesa de Saint-Martin, o Rainforest Adventures Park oferece uma infinidade de atividades para tornar sua estadia ainda mais emocionante. Um teleférico chamado "Sky Explorer" conecta o topo da Sentry Hill de onde você é surpreendido pela visão de 360 °. Um escorregador gigante permite que você deslize encosta abaixo em boias. Mas a atração mais emocionante é a tirolesa conhecida como Flying Dutchman. Sentados em uma cesta, descemos 853 metros de cabo a 56km / h para uma queda vertical de 320 metros. É a tirolesa mais íngreme do mundo.

Tarde: Maravilhe-se com o mergulho subaquático

Belos pontos de mergulho são acessíveis por snorkeling a partir da costa de Mullet Bay ou Dawn Beach, mas você deve sempre ter cuidado com as correntes. Outros são menos frequentados porque acessíveis apenas para mergulho. É o caso, por exemplo, do naufrágio do HMS Prosélyte, fragata da Marinha Real armada com 32 canhões que afundou em setembro de 1801 após atingir um banco de areia.

Gostou do post? Nos conte nos comentários e compartilhe com os amigos. Nos acompanhe nas redes sociais:

Me chamo Carla Sabrina sou negra, mãe e candanga. Graduanda de Comunicação Social, na área de Publicidade, consultora de moda e marketing, e influenciadora por paixão.

You Might Also Like

0 comentários